terça-feira, 25 de março de 2014

5 coisas menos






Eu sei que o Minimiza aconteceu no mês passado. Mas, de alguma forma, este Desliga-te tem tanto a ver com o Minimiza que hoje quero partilhar uma dica que li num livro que peguei na Fnac – não tenho o nome aqui mas prometo que partilho contigo e que te falei num post anterior.

Dizia ele: livra-te de 5 coisas todos os dias.
Quem quer entrar neste desafio? Durante um mês, a contar de hoje [já!!] , vamos fazer isto todos os dias. Eu disse fazer, não disse ‘tentar fazer!’
Dar, vender ou simplesmente deitar fora.
Tenho a certeza que me sentirei muito melhor… enfim, já me sinto porque já comecei!

Do que precisas? De te lembrares disto todos os dias. Eu coloquei um lembrete no meu telemóvel. E vou pedir 3 caixas que colocarei em lugar estratégico com uma etiqueta a dizer:

Dar
Vender
Pensar

Há uma terceira caixa que é o caixote do lixo!
E que tal partilhares isso no Instagram? É aqui!

Quem já tem?

Ah! E sabias que se entregares um saco de roupa na H&M eles dão-te um vale de 5 euros para gastares sempre que fizeres compras num valor mínimo de 30 euros? E não, não me pagam nada por este post… é uma ideia para minimizares…! J E lucrares com isso!

sábado, 22 de março de 2014

Minimizar - ainda o desafio deste mês

Confesso que uma das coisas que me tira energia é a confusão das coisas. Quem me conhece na intimidade sabe que sou desorganizada embora admire e tenha necessidade de ordem. Gosto de discursos estruturados, pessoas claras e não gosto, a não ser que seja em poesia e literatura, de coisas pouco óbvias ou subliminares. Gosto de coisas arrumadas, gosto de abrir gavetas organizadas, gosto de linhas puras, do simples, do natural.

Luto há anos por diminuir, diminuir. Por reduzir, reduzir e manter-me no essencial. E a cada dia que passa percebo que é muito difícil embora, quando olho para trás, acredito estar bem melhor.

Hoje partilho um mantra que tem estado na ordem dos meus dias:

Deitar 5 coisas fora, todos os dias [se não for deitar fora, é doar ou vender]. 

Pensei que fosse ser fácil. Não é. Talvez por isso se chame um desafio. Afinal, minimizar tem muito que se lhe diga. 

sexta-feira, 7 de março de 2014

Inspiração e ideias boas para este final de semana

A Felicidade depende de ti - E não depende de uma conta bancária. De seres mais magra. De teres um guarda-vestidos assim e assado. Do dia em que mudares de emprego ou que finalmente chegares ao dia da tua reforma. A felicidade está no jeito em que te colocas perante a vida e na forma como decides olhar para o que tens e na tua decisão em fazeres acontecer as coisas que desejas.

Viver de forma consciente – E não andar aqui por ver andar os outros. Cada vez mais estou convencida que temos mesmo [sim, sim, em forma de obrigação] de viver com os olhos bem abertos. Eu estou conscientemente alerta para o impacto do meu comportamento e das minhas decisões no que respeita a forma como comunico com os outros. Eu estou consciente em relação aos produtos que ponho na mesa, os produtos que uso para limpar a casa e o impacto das minhas decisões a esse nível, no mundo que me rodeia.

Oh! Desculpas!  - É curioso que quanto maior é a minha noção em relação à responsabilidade que tenho naquilo ue escolho fazer, menos coragem tenho de inventar desculpas... Fico mal perante mim...

Falar com gentileza para comigo – enfrentando os medos e olhando bem para aquilo que digo – será uma justificação, uma descupa que estou a arranjar ou mesmo assim?





http://desafiofazeracontecer.blogspot.pt/

quinta-feira, 6 de março de 2014

Março | Desliga-te | Do or do not. There is no try.





Dia 6 de Março é hoje. Juro que não dei conta do tempo ter voado desta forma.

Ontem dei por mim a olhar para o calendário, a apontar datas e a dizer-me 'este ano não consigo fazer isto e aquilo', com uma ponta grande de tristeza mas ciente que não consigo chegar a tudo.

O meu desejo não é, de todo, fazer mais. É fazer melhor e com maior impacto. Confesso que confundo, mais vezes do que o desejaria, as duas condições mas começo a perceber, devagarinho, onde e quando devo colocar o pé no travão. Este é mesmo o mês ideal para isso, não se chama-se ele o 'Desliga-te'.

Enquanto que a maior parte das pessoas irá desligar-se da TV, eu irei desligar-me da rede. 

Não vou deixar de postar mas preciso de concentrar-me no que quero mesmo fazer este ano, sob pena de andar a escrever sobre um desafio fazer acontecer 2014 e passar ao lado das minhas coisas. Ironico, não? Não é nada disso que eu quero. Eu quero fazer acontecer o meu 2014. 

Seja como for, vou querer continuar a inspirar-te. 
Vou deixar feedback que me vai chegando dos participantes, imagens e frases que nos enchem o coração.

Mas a verdade é esta: quando queremos muito uma coisa, arranjamos um jeito. Quando queremos mais ou menos, arranjamos justificações. Eu sei. Eu já fiz isto e continuo a fazer no que quero menos ou com menos força.

E é isso. 
Este mês preciso de desacelerar numas coisas, terminar outras e fazer acontecer o meu 2014.

Espero que me acompanhes. Espero que tenhas a força para te desligar do que não te acrescenta nada (TV, redes ou outros) e que faças o que tens de fazer para fazer acontecer o teu 2014.

Vemo-nos por aí e seguramente em Abril.