terça-feira, 1 de abril de 2014

Desafio Meditar-e

Neste mês quem vai escrever é a Mariana. Aqui ficam as suas palavras inspiradoras :


A minha experiência


A Magda pediu-me para falar sobre a minha experiência na meditação e eu também achei interessante especialmente porque eu não sou nenhuma expert em meditação. Enganei-te bem? Ahaha! Tudo o que sei aprendi com o tempo, com quem já sabia, com alguma curiosidade e muito treino. Isto quer dizer que há uns anos atrás eu estava no mesmo patamar que tu: meditar para mim era chinês e isso é muito bom sinal, significa que se eu cheguei até aqui tu também podes!

Comecei a meditar com o incentivo e ajuda do colégio (católico) em que andava. Depois disso li muita coisa, experimentei Yoga e a meditação hindu, meditação tibetana e meditação guiada também (cada uma usa técnicas diferentes). Hoje em dia pratico a "minha" meditação. 

Sabes? Com todas estes experiências aprendi que faça que tipo de meditação fizer, a voz é sempre a mesma: a minha. E adoro-a! Uma voz muito mais calma e sábia do que eu mas que segue sempre os meus princípios e por isso confio nela a 100%. Quando as pessoas dizem que quem medita está sempre acompanhado penso que é a isso a que se referem. Somos duas vozes na mesma pessoa e como sabes, duas podem sempre mais do que uma só. 

Penso que uma das coisas que a meditação me dá e eu mais gosto é esta paz e esta confiança. O poder de saber que quem marca o tempo sou eu e que o que não consigo fazer, paciência, não cai o mundo por isso. Tudo isto porque passo tempo a ouvir(-me) esse/a sábio/a conselheiro/a que está sempre à distância de um simples "Ei..." (Vocês não imaginam a quantidade de coisas parvas que eu às vezes lhe pergunto...)

Às vezes pergunto-me porque é que depois de ter descoberto esta maravilha, abandonei-a e estive anos sem meditar. Não sei, parvoíces que se fazem. Só sei que desta vez não volto a largar por nada!


Boa sorte para todos e tudo de bom!


* As opiniões aqui descritas são uma orientação, não um método nem nenhuma regra o que significa que a tua experiência pode ser diferente não invalidando nenhuma das duas.

2 comentários:

  1. mas afinal como se faz??
    Eu não sei como começar e queria fazer....
    Vou instalar a aplicação que falaste Magda!

    ResponderEliminar
  2. Não consigo encontrar a aplicação... :(

    ResponderEliminar